Principais Características
Origem: México
Altura: 18 cm
Peso: 1,5 kg a 3kg
Pelo: curto, longo e liso ou longo e crespo.       Cor: preto, branco, bege, castanho, cinza ou tricolor
Função original: cão de companhia / de colo

Origem e história da raça
Pequeno, mas cheio de personalidade, o Chihuahua foi descoberto no México, na cidade de Chihuahua em 1850. Contudo, se quisermos ir mais além e investigar os seus antepassados, a origem deste pequeno furacão não reúne consenso.

Alguns defendem que descende de um cão conhecido como Techichi, popular entre a civilização Tolteca, que mais tarde foi conquistada pelo povo Azteca, ganhando aqui uma dimensão mais oculta, uma vez que eram conhecidos por ver o futuro ou curar pessoas doentes.

Outros defendem que exemplares sem pelo foram levados da China para o México, pela mão de comerciantes espanhóis, e através da mistura destes com cães locais, nasceu o Chihuahua que conhecemos hoje.

O seu porte pequeno, combinado com um espírito alegre e divertido, captou a atenção de visitantes Americanos, que prontamente o levaram consigo, sendo o primeiro registo da raça em solo americano em 1904.

Atualmente alegra e desafia a vida de muitas famílias em todo o mundo. Se este é o seu cão de eleição, mergulhe nesta aventura e venha conhecer o que torna este patudo tão especial.

Temperamento do Chihuahua
Não se deixe enganar pelo seu tamanho! Os Chihuahua são um poço de entusiasmo e energia. Adoram brincar em família e serem o centro das atenções, o que por vezes pode torná-los um pouco ciumentos, caso sintam que estão a ser negligenciados. Portanto, se pondera adotar um exemplar desta raça, certifique-se que tem tempo para se dedicar a este cãopanheiro, que será certamente um patudo leal e carinhoso.

Inteligentes, ágeis e corajosos. Quem tem um Chihuahua sabe com certeza que estes não se acanham perante outros cães, pelo contrário. São muito vocais e, por vezes, dominantes, fazendo frente a cães de porte grande, o que pode colocá- los em risco.

Mostram-se desconfiados e reservados com estranhos, como tal devem ser expostos desde cedo a vários ambientes, pessoas, outros animais e crianças. Se forem demasiado protegidos e mimados poderão desenvolver problemas comportamentais e isso irá refletir-se na relação com os donos, outros animais e até com crianças.

Sim, são pequenos, fofos e frágeis, mas bastante inteligentes e perspicazes. Portanto se não quiser que o seu pequeno cãopanheiro se torne uma diva gigante, deverá impor limites e dar-lhe as ferramentas necessárias para ser um cão equilibrado, caso contrário não terá mãos a medir.

Uma conhecida peculiaridade desta raça é o facto de tremerem bastante. Geralmente fazem-no por excitação ou frio, por isso é aconselhável usarem um casaco durante os meses mais frios.

Como Cuidar de um Chihuahua
Sendo um cão de porte pequeno, adapta-se a qualquer casa ou família, certo? Incorreto! O Chihuahua não é certamente um cão para todos e o seu tamanho poderá ser mesmo desafiante.

Tem, claramente as suas vantagens, nomeadamente o seu fácil transporte. Contudo, poderá ser também motivo de preocupação. O seu espírito atrevido e corajoso pode colocá-lo em risco, especialmente quando desafia e mostra-se agressivo para com outros cães.

Poderá ser facilmente pisado por outros animais ou até atacado por raposas ou aves de porte grande, por isso não devem estar em espaços exteriores sem supervisão. Mesmo em momentos de brincadeira, o cuidado deve ser redobrado, para evitar que estes caiam do colo ou do sofá, por exemplo.

Tem crianças pequenas? Nesse caso deverá reconsiderar a sua escolha. O Chihuahua é um cão frágil e naturalmente as crianças poderão entusiasmar-se e magoá-lo acidentalmente, sendo que este poderá morde-las, na tentativa de se proteger.

A sua energia inesgotável poderá também ser um problema. Corridas por casa, na rua e brincadeiras alegres fazem parte do quotidiano deste exemplar. Porém, é preciso saber quando pará-lo, evitando assim um colapso por exaustão. Devem fazer exercício sim, até para gastar toda a energia acumulada, mas sem excessos!

Tal como os restantes cães de porte pequeno, tem tendência a desenvolver problemas de ouvidos ou dentários, logo habitue-o desde cedo a estas práticas de higiene e assim como ao corte das unhas, para que futuramente não seja um pesadelo ou motivo de ansiedade para todos, aplicar estas medidas.

Perde pelo? Sim! Não é algo demasiado preocupante, mas se preza muito espaços limpos, deverá considerar os pelos espalhados pela sua casa. De forma a minimizar um pouco a situação, escove-o com alguma regularidade e dê-lhe banho apenas quando for necessário.

Saúde do Chihuahua
Principais Preocupações: nenhuma
Vistos ocasionalmente: luxação patelar, hipoglicemia, sopro cardíaco, estenose pulmonar e hidrocefalia.
Esperança média de Vida: 12-18 anos