Principais Características

  • Origem: Alemanha
  • Altura: Machos – 61 cm a 68 cm               Fêmeas – 56 a 63 cm
  • Peso: Machos – 50kg                                    Fêmeas – 42kg
  • Pelo: médio, liso                                            Cor: preto, com manchas castanhas
  • Função original: cão de guarda e transporte de gado

Origem e história da raça

Considerada uma das raças mais antigas do mundo, os antepassados dos rottweilers surgiram na Alemanha pela mão dos Romanos durante a sua demanda pela conquista de território.

Acompanhados de cães Molossus, os Romanos criaram colónias e utilizaram os descendentes dos conhecidos rottweilers para proteger o gado contra ladrões, transportar carroças com gado até à cidade para o abate e também defender as propriedades e os seus donos.

Após a queda do império Romano, muitos destes exemplares ficaram para trás, na cidade de Rottweil, acasalando com cães locais, dando assim origem à raça que conhecemos hoje, onde continuaram a desempenhar o mesmo tipo de trabalho.

A popularidade da raça aumentou com a criação do primeiro grupo fundado em sua honra, em 1907, na Alemanha, seguindo-se outros, despertando assim a curiosidade das forças policiais que se interessaram pela sua capacidade de trabalho, força e robustez, assim como inteligência e lealdade.

Contudo, o crescente interesse na raça, conduziu também à neglicência de criadores que procuravam apenas lucro, negligenciando por completo as necessidades do cão, contribuindo assim para uma personalidade agressiva.

Chegaram aos Estados Unidos em 1920 pela mão de um emigrante alemão e a raça foi oficialmente registada pelo AKC em 1931.

Atualmente, continuam a trabalhar com as forças policiais e como cães de salvamento em desastres, assumindo também a posição de cães de guarda e cães de companhia.

Temperamento do Rottweiler

Desengane-se se pensa que, por norma, os rottweilers são cães agressivos. É, sem dúvida, uma ideia errada e generalizada em torno desta raça, uma vez que um rottweiler perfeitamente equilibrado é gentil, confiante e brincalhão.

A personalidade do seu cão será sempre afetada por inúmeros fatores: hereditariedade, treino e socialização. Portanto, precisa de questionar-se se tem a possibilidade e capacidade de proporcionar o equilíbrio desejado ao seu companheiro.

Para que seja bem-sucedido deverá treinar o seu cão desde muito cedo a respeitá-lo como líder, sempre de forma firme e consistente, mas nunca assumindo uma postura agressiva e permitir o contacto regular com outros animais.

É um cão muito leal, inteligente e protetor da sua família, em particular com as crianças. Como tal, mostra-se sempre muito desconfiado e alerta na presença de estranhos e nem sempre reage bem a brincadeiras muito agitadas entre crianças.

Destaca-se a importância de educar não apenas o cão, a comportar-se adequadamente junto de crianças, dado o seu porte grande, mas também as próprias crianças, que devem agir de forma correta e calma junto do mesmo.

Se procura um cão com muita energia e um companheiro de exercício físico, este exemplar talvez não seja o mais indicado para si.

Apesar de no passado ter sido utilizado para transportar carroças, acompanhar o gado e, posteriormente, em trabalho policial, os rottweilers são cães que apreciam o sossego da sua casa, gostando particularmente da atividade de guarda e companheiro da sua família.

Como cuidar de um Rottweiler

Não é de todo o cão indicado para donos inexperientes. Os rottweilers precisam de líderes bastante assertivos, firmes, pacientes e com disponibilidade para se dedicarem a treiná-los.

Esta raça é claramente conhecida pelo seu instinto protetor, em particular com a sua família. Consequentemente, deve apostar no treino e na socialização constante para que possa desfrutar da companhia do seu cão, sem temer comportamentos agressivos.

É também aconselhável mante-lo sempre de trela, especialmente junto de outros cães ou num quintal com vedação, para assegurar a sua segurança e a dos outros animais, caso seja um cão mais dominante e agressivo, exatamente pela falta de socialização, treino e exercício físico.

Os rottweilers apreciam imenso a companhia dos donos, como tal, devem ser mantidos em casa e não num espaço exterior, esquecidos. O isolamento, falta de interação, treino e socialização são fatores que podem torná-lo um cão agressivo.

Apesar de ser mais calmo e pouco entusiasta, o exercício físico é parte crucial da sua educação e estilo de vida. Deverá fazer caminhadas diárias de 15 a 20 minutos e estimulá-lo mentalmente, dado que adora aprender e agradar os seus donos.

São exemplares muito fáceis de treinar, o que os torna aptos para treinos de agilidade, obediência, rastreio e terapia.

Deverá ter em consideração que estes perdem bastante pelo nas mudanças de estação, especialmente na primavera e no outono, por isso é importante escová-los com regularidade, de forma a evitar uma perda excessiva de pelo.

Saúde do Rottweiler

Principais Preocupações: nenhuma

Vistos ocasionalmente: displasia da anca e cotovelo, dilatação gástrica, alergias

Exames Sugeridos: ossos

Esperança média de Vida: 8-10 anos