Border Collie

Border Collie

Principais Características

• Origem: Reino Unido
• Altura: macho – 48 a 56 cm; fêmea – 46 a 53 cm
• Peso: macho – 14 a 20 kg; fêmea – 12 a 19 kg
• Pelo: curto e macio ou comprido e áspero
• Função original: cão de pastoreio

Origem e história da raça

A origem da raça Border Collie transporta-nos até ao Reino Unido, no séc. I a.C., época em que os Romanos invadiram o território, trazendo consigo cães de pastoreio para guardarem o rebanho.

Mais tarde, após a queda do Império, outros invasores trouxeram também cães com o mesmo propósito, mas de porte mais pequeno.

Decidiram cruzá-los com os cães romanos, originando um cão de pastoreio pequeno, ágil e facilmente adaptável ao clima e à zona fronteiriça anglo-escocesa.

Criado para trabalhar durante várias horas e dotado de grande agilidade, inteligência e foco, esta raça tornou-se assim o perfeito cão de trabalho, em particular, de pastoreio.

Atualmente, todos os Border Collies têm origem no cão Old Hemp , nascido em Inglaterra no final do século XIX. Este destacou-se desde muito cedo de forma notável em competições, assim como os seus descendentes seguintes, despertando o interesse do continente americano, para onde foram exportados inúmeros cães.

O seu nome, Border Collie , foi registado em 1915, numa clara referência à sua origem na zona fronteiriça e em 1955 foi finalmente reconhecido pelo AKC, participando assim em exposições.

Existem inúmeras tonalidades nesta raça, sendo que as cores predominantes são o branco, preto e castanho. Esta variação reforça que o foco da mesma sempre foi no seu desempenho e aptidão para o trabalho e não no seu aspeto.

Temperamento do Border Collie

Considerado por muitos uma das raças mais inteligentes do mundo, o Border Collie não é um cão para qualquer um. Dotado de uma energia inesgotável e necessidade de trabalhar, este precisa de um estímulo físico e mental constante e claro, de uma família com disponibilidade para tal.

Apesar da sua boa disposição e entusiasmo constante, tem uma personalidade muito sensível, que tem de ser levada em consideração durante o seu treino e educação, para não prejudicar a sua relação com o dono nem o seu rendimento.​

Sempre desejoso de aprender e executar tarefas, o Border Collie é também conhecido por estabelecer uma ligação de grande proximidade com o dono, antecipando até os seus desejos e ordens, uma vez que é extremamente observador e atento.

Como cuidar de um Border Collie

Para se sentir pleno, o Collie precisa de ter à sua disposição um espaço amplo para correr e uma função para desempenhar. Dado o seu instinto para pastorear, este poderá projetá-lo para crianças, outros animais ou até mesmo carros, tentando reuni-los, mordiscando e ladrando para os mesmos, caso não exercite devidamente nem tenha onde focar a sua energia.

Como tal, perante a inexistência de um rebanho para vigiar, cabe ao dono providenciar-lhe as condições necessárias para que seja um cão equilibrado. Isto implica treino desde muito jovem, uma
vez que aprendem muitíssimo rápido; exercícios de corrida e agilidade, como corrida de obstáculos, jogo do disco ou apanhar a bola e exercícios de socialização diversos, expondo-o a pessoas e  situações variadas, o que é bastante importante, dada a sua natureza tímida.

Se não for devidamente exercitado, aborrece-se facilmente, tendo tendência para ladrar, roer, fazer buracos ou até tentar escapar. É importante garantir que ele se encontrar seguro, sem hipótese se fugir.

Saúde do Border Collie

Principais Preocupações: nenhuma
Vistos ocasionalmente: displasia de quadril e cotovelo, atrofia da retina, convulsões
Exames Sugeridos: quadril, cotovelos e olhos
Esperança média de Vida: 12-15 anos

 

Faça hoje mesmo o download grátis do e-book dos 7 passos para educar o seu cão com sucesso. Clique aqui

Visite o site da nossa escola para donos e obtenha a ajuda necessária para si e para o seu cão.

2019-01-14T14:28:47+00:00Janeiro 14th, 2019|Curiosidades|0 Comments

Leave A Comment