A HIERARQUIA É OBRIGATÓRIA

É frequente transmitirmos ao cão, ainda que inconscientemente, que este é o líder da matilha. Como tal, não será justo castigá-lo quando se comporta desta forma, uma vez que está apenas a agir de acordo com a educação que recebeu dos donos.

O seu comportamento é um resultado direto ou indireto da forma como os educamos e interagimos com eles. Por conseguinte, é importante utilizar uma linguagem que faça sentido para o seu cão, para que este o respeite.

Castigá-lo fisicamente não é de todo a melhor opção. Por um lado, se educarmos o cão num meio violento, este será influenciado por isso e poderá tornar-se um cão agressivo ou bastante medroso. Por outro lado, uma palmada poderá sugerir ao cão um ataque ou convite para brincar e não é o que pretende comunicar-lhe.

Como já foi referido em artigos anteriores, no mundo canino a hierarquia é obrigatória. Todos sabem exatamente a posição que ocupam no grupo e como devem comportar-se, uma vez que a linguagem canina é algo natural e intrínseco aos cães.

Todavia, se o cachorro for separado da mãe e dos irmãos muito cedo (antes de sete semanas), a linguagem não se tornará natural, o que irá dificultar o convívio com outros animais.