Os cães são animais de matilha, habituados a viver em grupos hierarquicamente organizados, quando um cachorro ou um cão adulto chega a uma família de humanos, há que estabelecer regras e mostrar quem manda em casa, pois de outra forma, o animal presenciando deficiências na hierarquia, poderá ele próprio propor-se a estabelecer uma, e aí, surgem os problemas, como parte desta situação, há que começar sempre por algum lado, a alimentação é sempre o primeiro passo.

Vamos observar 3 regras:

1º Haver refeições, no caso de cachorros poderá ser 3, no caso de cães adultos, apenas 2.

2º Quem manda na comida, manda em casa.

Qualquer que seja o caso, começar sempre por comidinha à mão durante cerca de 15 dias, o processo é simples. Imaginemos que o animal come 100gr diárias e que estamos a fazer duas refeições, então pegamos em 50 gr e vamos colocando na mão em forma de concha, para que o cão possa comer sem que caia tudo para o chão, não esquecer que o objectivo é que ele coma da mão e não do chão.

Não imploramos para que ele coma, se ele não quiser mais, comerá a refeição seguinte.

Desta forma, criamos ou reforçamos a nossa ligação com eles, no caso dos cachorros é muito importante esta fase, noutras fases da vida do animal, acaba por reforçar a liderança.

3º Tempo para a refeição.

É errado o animal ficar com a comida à descrição, como descrito em cima, este deve fazer refeições, e depois de passar a fase da comida à mão, e quando estiver a comer da sua gamela, deverá haver um tempo estipulado (10 ou 15 minutos) para que este coma a sua refeição, terminando o tempo, então a mesma é retirada até à próxima refeição.

Em todos os casos devemos sempre olhar como os cães funcionam na natureza e em matilha. Podemos lhes dar todo o amor e carinho, mas também regras para o seu equilíbrio emocional.